Reconstruindo a cidade

História da Cidade

O início da história da Cidade de Joaquim Felício se deu no terreno da então conhecida Fazenda da Tabua pertencente ao município de Sabará até 29 de março de 1714, data em que passou a pertencer ao recém criado município do Serro, posteriormente através do Decreto-Lei-Imperial de 13/10/2013, a fazenda que já havia se transformado em povoado foi elevada a Distrito passando a pertencer ao município de Diamantina, em seguida o Distrito da Tabua passou a se chamar Distrito de Joaquim Felício em homenagem ao ilustre serrano Dr. Joaquim Felício dos Santos, jurista, professor, escritor e político.

O Distrito de Joaquim Felício recebeu a Estação do Embaiassaia que foi inaugurada 21/04/1921 construída pela então E.F.C.B – que depois passou a nominar-se R.F.F.S.A Em 17/12/1938 o Decreto-Lei 148 que foi publicado no dia 30/12/1939 criou o município de Buenópolis e o Distrito de Joaquim Felício passou a pertencer a este. No ano de 1957 uma equipe se mobilizou com a finalidade de emancipar o Distrito de Joaquim Felício sob a liderança do então vereador de Buenópolis o Sr. José de Aguiar Machado.

O Distrito foi elevado a município em 31/12/1962 através da Lei 2.764 e a cidade foi instalada no dia 01/03/1963 cercada pela Serra do Cabral, com sua sede situada à margem esquerda do Rio Embaiassaia. Dessa data até 05/04/1963 foi designado um Intendente Simbólico o Sr. Marcial do Nascimento Júnior, ocupante do cargo de Juiz de Paz, substituído pelo Governador da época pelo Sr. Mauro Chaves que ocupou o cargo até 31/08/1963 quando tomou posse o primeiro prefeito eleito Sr. José Aguiar Machado tendo como vice-prefeito o Sr. Joaquim Goulart.

Por essa razão comemora-se o aniversário da cidade não no seu dia de fundação, mas sim no dia 31/08.